30/12/2012 12:34 0

As doenças sexualmente transmissíveis - DST - são um dos problemas de saúde pública mais comuns em todo o mundo. Elas tornam o organismo mais vulnerável a outras doenças, inclusive a Aids, além de terem relação com a mortalidade materna e infantil. As hepatites virais são divididadas em cinco tipos da doença – A, B, C, D e E. Os vírus HVB e HVC causam as hepatites B e C, respectivamente, são transmitidos por via sexual e/ou sanguínea.

A transmissão das DST pode acontecer através da relação sexual desprotegida, ou seja, sem o uso de camisinha, seja masculina ou feminina, por transfusão de sangue infectado ou ainda da mãe infectada, que não está em tratamento, para o bebê durante a gravidez, o parto, e no caso da Aids, também durante a amamentação. A única maneira de se prevenir é usar a camisinha em todas as relações sexuais, seja oral, anal e vaginal. Ela pode ser adiquirida gratuitamente em qualquer posto de saúde de Fortaleza.

Se utilizar seringas e agulhas, adote materiais descartáveis e não compartilhe objetos que perfuram ou cortam, como lâminas de barbear e depilar, escovas de dente, material de manicure e pedicure, confecção de tatuagem e colocação de piercings. Caso haja alguma exposição de risco (por exemplo, relação sem camisinha), é preciso procurar um profissional de saúde para receber o atendimento adequado.

Muitas pessoas podem estar infectadas com alguma DST e não ter reações do organismo durante semanas, ou até anos. Em Fortaleza, os testes laboratoriais para HIV podem ser solicitados em todos os postos de saúde. No Centro de Testagem e Aconselhamento - CTA Carlos Ribeiro, a população tem acesso também ao teste rápido. Seja qual for o tipo de teste, o exame é gratuito e o sigilo sobre o resultado também é garantido. Para atender às pessoas vivendo com HIV ou Aids, a rede municipal possui seis Serviços de Assistência Especializada (SAE), onde são realizadas ações assistência, prevenção e tratamento. Com serviços de orientação e apoio, por parte de ma equipe de profissionais de saúde.

A Coordenação Municipal de DST/HIV/Aids e Hepatites Virais, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), desenvolve políticas nas áreas de prevenção, diagnóstico e tratamento, vigilância epidemiológica e desenvolvimento Institucional, além de oferecer apoio técnico e financeiro a organizações não governamentais que atuam no enfrentamento da epidemia de Aids em Fortaleza. As parcerias com a Sociedade Civil promovem o apoio a diversas Organizações Não-Governamentais (ONG), através de projetos estratégicos e de edital, para intensificar o trabalho tanto de prevenção quanto de assistência, além de fortalecer o Movimento Social nesta área


Simulador de Plano Individual